Se inscreva em nossa Newsletter
e receba conteúdos exclusivos

Pensando em expandir o seu negócio? Conheça 4 passos para transformar sua marca em franquia

Já falamos várias vezes aqui que é possível transformar sua marca em franquia. Mas você sabe como fazer isso?

Uma das formas mais conhecidas e lucrativas é expandir através do franchising. Assim, quando uma marca se torna, efetivamente, uma franquia, ela cresce bem rápido.

Pensando em te ajudar a aumentar os horizontes de sua empresa, te apresentamos aqui alguns conceitos básicos, com um passo a passo bem simples, em 5 etapas.

Antes, é necessário que você saiba o que é uma franquia.

O conceito de franquia

Em poucas palavras, uma franquia é um modelo de negócio replicável. Então, com o know-how da empresa e os bons resultados, ela passa a ter a capacidade de ensinar outros empreendedores a conquistarem os mesmos resultados. A venda do direito de uso da marca ou a expertise necessária são elementos para tocar essa operação.

Vantagens de se tornar franquia

Uma das grandes vantagens de entrar para o franchising é a expansão com capital de terceiros. Desse modo, é importante que você saiba que quem investe é o franqueado e não o franqueador. Esse modelo te permite crescer de forma estruturada e planejada.

Outro ponto é a isenção de responsabilidade trabalhista, uma vez que a franqueadora não se envolve com este quesito, sendo o único responsável pelos funcionários e pela unidade franqueada, o próprio franqueado.

Como transformar minha empresa em franquias? 4 passos para você aprender

1. Análise de viabilidade de franquia

Em primeiro lugar, você precisa entender se o negócio está ou não em um bom momento para se tornar franquia. Este procedimento pode ser feito com uma análise de viabilidade de franquias, verificando fatores como: lucratividade, faturamento, processos internos, partes burocráticas e tributárias, entre outros fatores.

Dica: se seu negócio está com problemas financeiros e administrativos, é melhor investir em um programa de mentoria e consultoria estratégica antes de expandir para franquias. Não pense que franquear seu negócio vai salvá-lo dos problemas, pois tomar essa decisão te levará justamente ao contrário – você terá que cuidar dos problemas da sua empresa e ainda dar suporte aos franqueados, ou seja, vai se sobrecarregar.

2. Pré-formatação para se tornar franquia

Esse é o momento de começar a estruturar a marca, para que ela se torne, efetivamente, uma franquia.

Este processo organiza a parte jurídica e estrutural da empresa, assegurando que tudo esteja de acordo com as necessidades do marcado. Também é desenvolvida a imagem da marca, que será replicada em todas as unidades, além de tudo o que envolve a comunicação e marketing da franqueadora.

3. Formatação

O processo de formatação de franquias vem logo após a finalização da parte estrutural. Esse processo consiste em estudar os métodos que já existem para, depois, replicá-los por meio de manuais e treinamentos.

Na formatação, é criada a COF (Circular de Oferta de Franquia) e o Contrato de Franquia, que servem como base para garantir os direitos e deveres de ambas as partes.

4. Expansão

Na expansão de franquias, as unidades franqueadas são vendidas aos investidores. O ideal é vender apenas para as pessoas que se enquadram no perfil ideal de franqueados.

Caso o franqueado descumpra as regras, você pode aplicar penalizações, como multas acordadas em contrato, por exemplo.

A jornada envolvendo a criação de franquias é muito empolgante, porque traz muita satisfação pessoal e financeira ao empreendedor.

Contudo, conforme explicamos no início deste post, existem algumas etapas a serem seguidas, para que você evite possíveis problemas no futuro e tenha maior garantia de sucesso. Apesar de parecer simples, este processo é complexo e merece toda a sua atenção e dedicação para dar certo.

Gostou desse conteúdo? Continue acompanhando nosso blog para mais dicas.

Postagens relacionadas

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Menu